Página Inicial / Clássicos / Estudo da FGV aponta valorização dos carros clássicos nos últimos 10 anos

Estudo da FGV aponta valorização dos carros clássicos nos últimos 10 anos

A Fundação Getúlio Vargas fez um levantamento com os valores dos carros clássicos. Nos últimos dez anos, modelos como a Kombi valorizaram até 135%, superando a taxa básica de juros (Selic). Tratando-se de veículos que não são mais fabricados, a pesquisa levou em consideração os anúncios de modelos originais. Considerando as correções, foram comparados valores de 2005/06 com os de 2015/16.

Entre os mais valorizados, a Kombi lidera. O veículo da VW é líder em todas as pesquisas de valorização, porém é preciso ficar atento com os anos específicos. Confira os 5 carros clássicos que mais valorizaram:

Ranking de valorização
Kombi Corujinha (68 a 75) – 135,1%
Dodge Charger (73 a 75) – 125,9%
Dodge Dart 2 portas (70 a 73) – 117,7%
Camaro Coupê ano (67 a 69) – 116%
Maverick GV V8 ano (73 a 76) – 75,5%

Mesmo com a tendência no aumento do valor, alguns carros tiveram perda. O Mustang Hard Top, fabricado entre 1966 e 1968, liderou com 32,5% de diminuição. Surpreende a presença da Rural Willys na lista. Os modelos de 1968 a 1970 perderam 13,1% no valor.

Ranking de desvalorização 
Mustang Hard Top (66 a 68) – 32,5%
Mercedes SL (73 a 75) – 27,8%
Rural Willys (68 a 70) – 13,1%
Porsche Envemo Super 90 (80 a 82) – 5%
Camaro conversível (67 a 69) – 2,4%

A FGV aproveitou para consultar 103 colecionadores sobre os modelos mais desejados. Entre os 24 analisados, os 5 campeões de preferência foram:

Carros mais desejados (Pesquisa FGV)
Mustang Fast Back anos 66 a 68
Porsche 911 ano 75 a 77
Maverick GT V8 ano 74 a 76
Dodge Charger ano 73 a 75
Karmann Ghia coupe ano 66 a 68

Valorização de carros clássicos

A valorização dos veículos ocorre por uma lógica de mercado. A cada ano que passa eles continuam tendo comércio, porém o número em circulação não aumenta – pelo contrário, diminui anualmente. Com cada vez menos veículos em bom estado de conservação, a tendência é pela valorização.

Neste quesito, a Kombi está sempre na liderança. Trata-se do utilitário que caiu nas graças dos brasileiros. Mesmo com versões modernas, a ‘Corujinha’ está sempre na lista de preferências.

Mesmo não estando no topo do ranking, a dupla Opala e Maverick também apresenta bons números. Modelos com peças originais e com bom estado de conservação podem ter ótimos valores de mercado. Outro fator que contribui para a elevação dos preços de carros originais é a escassez de peças no mercado, algo que torna raro os modelos com porcentagem alta de peças originais.

carros clássicos
Kombi ‘Corujinha’

Dicas para comprar carros antigos

Neste contexto é preciso ficar atento para a compra de carros antigos. Sempre verifique o histórico do veículo e consulte um mecânico experiente (que tenha conhecimento do mercado de antigos). Trata-se de um comércio sem tabelas fixas de preços, portanto a negociação é uma etapa de extrema importância.

A Kombi, por exemplo, constantemente tem aumento nos valores. A versão ‘Corujinha’ ainda não encontrou um teto na crescente, tornando o investimento uma possibilidade interessante. Fique atento com o aumento do valor em relação ao número de vendas. Alguns carros tem constante aumento de preço, porém o giro é baixo, fazendo com que a venda seja ainda mais difícil.

Busque sempre carros de sua preferência, que lhe agradem tanto em design quanto em desempenho. Investir na especulação relacionada a carros antigos é uma possibilidade arriscada e um mercado restrito para especialista. Faça muitas consultas antes de ingressar no segmento!

Acompanhe a Automotiva no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *