Página Inicial / Clássicos / Comprar carros antigos em leilão: Como funciona? É seguro? Saiba tudo!

Comprar carros antigos em leilão: Como funciona? É seguro? Saiba tudo!

Você já pensou em comprar carros antigos em leilão? Pois é, não trata-se de uma oportunidade pontual. Atualmente, muitos leilões são realizados e alguns oferecem ofertas interessantes para veículos clássicos. Mesmo com os valores baixos, é preciso ficar atento com alguns detalhes importantes.

Antes de entrar em leilões, é preciso conhecer o funcionamento dos lances, evitando assim que o valor final pago pelo veículo, seja próximo do valor de mercado, algo que torna a negociação nada vantajosa. Os carros comprados em leilão devem sempre ser mais baratos dos que os disponíveis no mercado, sejam elas novos ou usados. Pesquisas estimam que a depreciação média do valor em um leilão é de 30%.

Quais carros vão para leilão?

Algumas situações podem levar veículos para os leilões. Vamos listar algumas das mais comuns, bem como suas vantagens e desvantagens.

Carros do crime: Sim, quando carros são apreendidos em operações policiais (ou abandonados por criminosos) eles vão para leilão caso o dono não seja encontrado. Muitos dos veículos utilizados por criminosos, passam por adulterações e tem emplacamento “laranja”. Tratando-se de uma paixão comum, os carros antigos também atraem criminosos, que muitas vezes tem belas coleções. Quando esses carros são apreendidos, vão para leilão.

Dívidas: Financiamentos sem pagamento e outras dívidas de vendas podem fazer com que os veículos passem para a categoria de leilão, fazendo com que o valor da venda seja destinado para o pagamento das dívidas.

Carros danificados: Algumas fábricas descartam carros praticamente novos quando apresentam defeitos ou batidas nas fábricas. Porém nem todas as situações são simples. Alguns carros estão realmente danificados e chegam ao ponto de quase serem caracterizados como sucatas.

leilão carros antigos
Sempre que possível, faça boa avaliação do carro leiloado.

Carros antigos em leilão: dicas

As situações que levam carros para leilões foram citadas, porém com carros antigos elas são mais raras. Tratando-se de veículos que não são mais produzidos, erros de fábrica são causas impossíveis. Dívidas também são raras, tendo em vista que a maioria das vendas é a vista.

Isso faz com que em relação a carros convencionais, a aparição de antigos seja mais rara, no entanto, não impossível, porém é preciso ter cuidado.

Alguns leilões permitem que os itens sejam avaliados antes da venda, enquanto outros apenas apresentam um relatório e abrem os lances. No primeiro caso, é importante levar ou enviar um mecânico de sua confiança para a verificação da originalidade e nível de conservação do carro.

Antes de entrar em um leilão, principalmente de carros antigos, que tem uma oscilação gigantesca de valores, é preciso ter conhecimento do mercado. Antigomobilistas experientes conseguem identificar um bom carro com pequenas observações.

carros antigos em leilãoTente não ultrapassar um valor de segurança. Esse valor é determinado por um possível preço de revenda em caso de condições ruins, portanto, elabore uma conta em que o valor de revenda, em último caso, pelo menos empate com o valor investido.

Sempre verifique a documentação antes de comprar um carro em leilão. Muitos tem dívidas e estão em situação irregular. Sempre busque informações sobre a placa, possível multas e possíveis empecilhos futuros.

Fique atento com a organização do leilão. Órgãos como Detran e Receita Federal são de extrema confiança, mesmo que ofereçam algumas questões burocráticas que podem exigir maior atenção. Leilões privados devem ser estudados e muito bem averiguados.

Acompanhe a Automotiva no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *